Fotografia de rua criativa

posted in: Sem categoria | 0

 

Olá amigos,

Hoje regresso a um tema de que gosto muito, a fotografia de rua, e vou partilhar algumas dicas para sermos mais criativos quando fazemos fotografia de rua.

1 – Observação e focus.

O fotógrafo Elliott Erwitt dizia: “Para mim, fotografia é a arte da observação. Trata-se de encontrar algo especial num local banal.”

Por outras palavras, a forma como observamos e nos focamos nos assuntos que queremos registar é diferente da forma como observamos o dia-a-dia quando não andamos a fotografar.

Não é fácil e exige um nível de concentração nos pormenores, na luz, na composição, etc, ou seja, nos detalhes.

2 – Ser curioso

Fotografar é ser curioso, faz-nos voltar ao tempo de criança onde questionávamos tudo. É não darmos os pequenos assuntos como conhecidos e questioná-los sempre com um olhar diferente. Encontramos sempre algo de novo.

3 – Olhar com uma perspectiva diferente.

Estamos habituados a olhar para o mundo que nos rodeia sempre da mesma maneira, numa perspectiva de observação entre o 1,5m e os 2 m do solo. Se pararmos um pouco e pensarmos que determinado monumento, local, personagem, etc, se visto de um angulo diferente do habitual, terá uma nova dimensão.

Experimentem fotografar um monumento a partir de uma posição junto ao solo e verão a grandiosidade que ele adquire. Ou fotografem um conjunto de transeuntes a partir de um ponto elevado e vejam como se transformam em pequenos seres, quais formigas num carreiro.

4- Escolha um ‘palco’ e espere

Por vezes associamos a fotografia de rua a grandes caminhadas pela cidade à procura daquele momento decisivo. Nem sempre é preciso essas maratonas.

Por vezes podemos encontrar um local interessente, um “palco”, onde achamos que dava uma excelente foto, faltando apenas a personagem certa para fazer a composição. Nessa altura o que temos de fazer é encontrar o local certo para a construção da composição e esperar. Mais tarde ao mais cedo irá passar a personagem que falta para fazermos a foto que imaginámos. E com uma vantagem, se não gostarmos da primeira, podemos sempre esperar por uma nova oportunidade para A fotografia.

5 – Não precisa de fotografar muito !

Esta dica, parecendo contraditória com o que costumamos sugerir, fotografar muito para aprender, acaba por não ser e explico porquê.

Quando estamos num local e fotografamos muito o mesmo local, esperando que na rajada de fotos alguma fique boa, acabamos por nos tornar ‘preguiçosos’ e não procuramos a melhor combinação de luz, posição, etc, que nos dá a melhor foto.

Pegando na primeira dica deste post, aprendamos a observar cada raio de luz, movimento, cor, forma, etc. Sejamos selectivos na escolha, concentremo-nos e treinemos a nosso olhar para o que realmente nos agrada e, só depois, fazemos a foto. De certeza ficaremos com melhores fotos e, também muito importante, menos fotos para escolher e deitar fora, poupando-nos tempo na edição.

E por hoje é tudo. Espero que sejam uteis estas dicas e não se esqueçam, fotografem e divirtam-se.

Beijos e abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.