Picos da Europa -3

posted in: Sem categoria | 6

 

Olá amigos.

Hoje vou terminar a nossa viagem pelos Picos da Europa dando a conhecer alguns pontos interessantes da parte Leste do Parque Natural.

Para quem queira visitar esta zona do Parque, recomendo a estadia na localidade de Potes. É uma vilazinha muito virada ao Turismo onde, além da sua arquitectura típica de vila de montanha, é também famosa por ser um lugar onde se come bem, com destaque para as carnes e o cozido típico da região. Maravilha !

Saindo de Potes pela manhã recomendo a visita a Fuente de Dé que fica a aproximadamente 23 Km. Aqui o ex-libris é o teleférico que percorre um desnível de 753 metros, e nos leva ao cume situado a 1823 metros de altitude.

A viagem no teleférico é um regalo para a captação de imagens. O único problema é a coloração dos vidros das cabines que provoca um tom azulado nas fotos, algo que pode ser corrigido posteriormente num programa de edição.

Chegados ao cume, a escolha de composições fotográficas é enorme. As que nos salta mais à vista são as fotos panorâmicas das múltiplas vistas que temos oportunidade de registar. Mas não só, podemos fazer fotos de pormenor das enormes escarpas que vemos mesmo à nossa frente, podemos fotografar alguma fauna que existe por lá (cabras, rebanho de ovelhas, aves de grande porte, etc).

 

Não foi o meu caso mas acredito que quem tenha possibilidade de chegar ao cume bem cedo deve conseguir fotografar os picos a rasgar as nuvens e as neblinas matinais.

Do ponto de chegada do teleférico partem um conjunto de trilhos que, para os amantes das caminhadas, são a delícia dos caminheiros. Como alguns destes trilhos se fazem entre escarpas que sobem a pique, por vezes também é possível ver e fotografar (convém uma lente zoom) alpinistas a fazerem escalada nas escarpas. De arrepiar!!

Na estrada de regresso a Potes podemos visitar várias povoações de arquitectura muito rústica, sempre enquadradas com a montanha. Interessante fotografar essa relação urbana com a montanha.

Também na mesma estrada, com um pequeno desvio, podemos visitar o Mosteiro Sto Toribio Liebana e, a 1 Km do mosteiro, temos o Ermida de San Miguel. Mais uma vez a ligação da arquitectura destes monumentos com a natureza deve ser explorada fotograficamente, se possível ao pôr-do-sol.

A segunda sugestão que vos quero deixar, a partir de Potes, é a visita a  Puerto de San Glorio com passagem pelo miradouro Collado del Llesbo. São aproximadamente 28 Km numa estrada sempre a subir e recheada de curvas apertadas. Típica estrada de montanha.

Durante o percurso temos hipóteses de ver e fotografar vales profundos com pequenos povoados ‘entalados’ entre a montanha. Se formos a meio da tarde, quando a luz do Sol já está lateral, teremos de ter cuidado com a exposição das fotos pois a diferença de luz entre as zonas iluminadas e de sombra é grande e pode criar alguma dificuldade na correcta exposição.

Preparem-se para, ao fazer alguma das curvas apertadas, darem de caras com um boi a passear calmamente na estrada e sem a mínima intenção de se desviar. Nessa altura é encostar o carro, sacar da máquina e fazer-lhe umas fotos com o devido respeito para ele não se chatear.

Por fim, chegando ao ponto mais alto em San Giorgio, é virar para o miradouro Collado del Llesbo , andar uns poucos de quilómetros e desfrutar das vistas.  Se conseguirem ir ao fim da tarde, antes do Sol se pôr, a luz é boa para belas fotos de montanha. A minha recomendação é que não fique apenas pelo local do estacionamento do carro, subam a pé as elevações circundantes, e procurem aquelas fotos para mais tarde recordar.

Julgo que estes três últimos posts já devem ter servido para abrir o apetite para agarrarem na vossa máquina e irem descobrir as maravilhosas paisagens dos Picos da Europa. Não tive oportunidade de conhecer esta zona na altura do Inverno / Primavera, com neve (fica em carteira) mas, de certeza, deve proporcionar fotos espectaculares jogando com os efeitos e as manchas brandas da neve sobre a pedra escura.

Antes de terminar quero fazer uma inconfidência. Aproveitei esta viagem para me iniciar numa nova experiencia que começa a ser comum aos fotógrafos, sobretudo de paisagem, a videografia. Com a utilização das chamadas Action Cameras abre-se um novo mundo, complementar à foto, para desenvolvermos a nossa veia artística. Conto em breve poder mostrar-vos alguns resultados dessa experiencia.

Mais uma vez as fotos deste post ilustram os locais acima descritos, espero que gostem.

Beijos e abraços.

6 Responses

  1. Pedro flora

    Conheço bem o teleferico de fuen te de De é um espectáculo!

  2. Luis Trinite

    Nunca lá estive. Uma reportagem com belas fotos. Fiquei a gostar! Um desafio para uma viagem.

  3. Rui Moita

    Muito bom trabalho. Retrata bem a região. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.