Inspire-se com outros fotógrafos

posted in: Sem categoria | 0

 

 

Olá amigos,

Depois de mais uma ausência maior do que devia acontecer, aqui estou eu com um tema que já é recorrente nos meus posts. As fontes de inspiração para os nossos trabalhos, e o contributo que os trabalhos de grandes fotógrafos, portugueses e estrangeiros, têm no nosso processo criativo.

Nenhum artista cresce criativamente fechado num casulo, a nossa criatividade não pode crescer sem olharmos para os trabalhos mais significativos dos nossos pares, sejam livros, exposições e, cada vez mais, online.

Olhar para grandes fotos, no entanto, é apenas uma das coisas que devemos fazer. Se quisermos crescer como fotógrafo, precisamos de olhar para o que outros fotógrafos fazem em todo um espectro de actividades. Aqui refiro-me não apenas às fotos em si, mas também blogs, escritos, entrevistas, etc. etc. Conhecer melhor a forma como os grandes fotógrafos pensam, agem, se preparam, os seus interesses, permite-nos interpretar melhor o seu trabalho e o seu processo criativo.

Tenho que admitir que esta prática pode ser bastante controversa, e determinar onde a inspiração se torna imitação e imitação se torna plágio, pode ser bastante complicado.

Há fotógrafos que defendem o que se chama de celibato fotográfico: nunca estudar o trabalho de outros fotógrafos. Eu não estou de acordo com esta ideia porque o nosso trabalho, bem ou mal, acaba sempre por ser comparado com o de outros, pois praticamente tudo já foi fotografado, e apenas a nossa visão poderá criar diferenciação.

Em resumo, vale a pena recordar o que disse Jean-Luc Godard:  Não é importante de onde você tira as coisas – é para onde as leva.

 

Por fim quero deixar-vos o nome de um fotógrafo português: Rui Palha.

Notável como Street Photographer , serve-me de inspiração para as minhas fotografias de rua, como as que ilustram este post, registadas em Roma.

Se puderem, não deixem de visitar o site do Rui e usufruam do seu trabalho:  http://www.ruipalha.com

 

Espero que gostem.

Beijos e abraços.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.