História de uma Foto

posted in: Sem categoria | 1

retrato-de-rua_001

 

Olá amigos,

Como já comentei anteriormente, a fotografia de rua é um desafio permanente na busca de registar aquele momento especial, uma bonita combinação de luz e sombra, um rosto que nos chama a atenção. Em resumo, um uso permanente dos nossos sentidos para o registo de um momento feliz.

Entre as várias facetas da fotografia de rua, o registo de pessoas desconhecidas é sempre uma aventura porque temos sempre duas hipóteses, ou registá-las de uma forma despercebida, ou abordá-las para lhes pedir autorização para as fotografar.

Obviamente que a segunda opção exige do fotógrafo alguma ‘coragem’ para abordar um estranho e pedir para o fotografar, sendo que muitos fotógrafos se sentem tentados a seguir pela via da foto despercebida, muitas vezes pela timidez de abordar quem não se conhece.

A história desta foto tem muito a ver com o que acabo de escrever.

A foto foi registada numa das ruas mais cosmopolitas de Toronto. Eu ia a passar na rua procurando algo que valesse uma foto, quando vi este senhor a sair de um bar no outro lado do passeio. Pela sua figura peculiar percebi que tinha ali uma boa foto.

A primeira reacção foi fazer a tal foto despercebida, contudo o sujeito apercebeu-se da minha presença e lançou-me um olhar que interpretei como de desagrado se eu o fotografasse. Como normalmente faço, acabei por não o fotografar pois o seu semblante iria demonstrar o seu desagrado e isso ficaria registado na foto.

Continuei o meu caminho e, quando desci novamente a rua encontrei-o sentado em frente ao bar. Achei que valia a pena arriscar e dirigi-me a ele dizendo que era fotógrafo de rua e que achava que ele tinha uma imagem forte e personalizada e que merecia ser fotografada.

Ele hesitou mas julgo que devido ao elogio que fiz à sua imagem, acabou por aceitar com um aceno de cabeça, colocando-se numa pose condizente com a sua imagem.

Acabei por lhe tirar 2 ou 3 fotos e, quando alguém que ia a passar lhe disse que ele parecia um artista, acabou por ‘quebrar’ a pose e acabou numa risada como se pode ver na foto seguinte.

retrato-de-rua_002

Em resumo, quando se trata de retractos de estranhos na rua, vale sempre a pena termos a coragem de os abordar, respeitosamente e sempre concordando com a sua vontade, pois a percentagem de sucesso é elevado e o resultado recompensador.

Espero que gostem.

Beijos e abraços.

  1. Carlos da Costa Branco

    Um belíssimo texto sobre esta disciplina da fotografia:- “O registo de pessoas desconhecidas na rua”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.